Notice: Array to string conversion in /home/safiradigitalcom/public_html/wp-includes/formatting.php on line 1098
style="background-image: url(//safiradigital.com.br/wp-content/uploads/2019/10/pre-loader-2.png)">

Se você é um dos usuários que resolveram deixar o WhatsApp, mas tem dúvidas em relação à saída da plataforma do Facebook, o Telegram apresentou ontem (27) uma nova ferramenta que pode ajudar na sua decisão: quem optar pelo aplicativo russo poderá levar junto todo o seu histórico de bate-papo do WhatsApp.

A nova funcionalidade, por enquanto restrita a dispositivos com iOS, veio junto com a versão 7.4 do Telegram que, nas notas de atualização, prevê a opção de “mover seu histórico de chats de outros aplicativos como WhatsApp, Line e KakaoTalk para o Telegram”. Veja abaixo:

Logo em seguida, o Telegram lançou uma atualização de versão, com o número 7.4.1, que suprimiu a referência à ferramenta de migração. No entanto, você ainda consegue importar seus bate-papos diretamente do WhatsApp.

Como exportar as conversas do WhatsApp para o Telegram?

 

Para que a transferência do seu histórico de conversas seja feita do WhatsApp para o Telegram, é preciso que você tenha instaladas em seu dispositivo as duas atualizações recentes dos dois aplicativos. Após se atualizar, basta seguir o passo-a-passo abaixo para fazer a importação.

Perceba que não é possível importar os chats em lote. Você terá que transferi-los individualmente do WhatsApp para o Telegram. Veja como fazer:

  1. Abra o WhatsApp e toque na conversa que deseja exportar
  2. Acesse o menu de informações do contato, selecione a opção “Exportar conversa” (em alguns casos tem que clicar em “Mais” antes)
  3. Aí você verá as opções “Incluir arquivos de mídia” ou “Sem mídia”
  4. Escolha a que preferir, sabendo que incluir arquivos de mídia aumenta o tamanho da conversa
  5. Escolha Telegram no menu de compartilhamento e selecione o contato ao qual você deseja incorporar o chat importado
  6. Quando surgir o prompt para importar mensagens, selecione “Importar”. Está feito!

Escreva um comentário

O seu email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *