Notice: Array to string conversion in /home/safiradigitalcom/public_html/wp-includes/formatting.php on line 1098
style="background-image: url(//safiradigital.com.br/wp-content/uploads/2019/10/pre-loader-2.png)">
A Importância De Usar O Google Meu Negócio Para Proprietários De Pequenas Empresas

O Google Meu Negócio existe desde 2014, mas muitas empresas ainda não reivindicaram sua ficha de empresa. Você já configurou o seu? Você sabia que isso pode contribuir muito para aumentar sua visibilidade online ? Nesta postagem, exploraremos os motivos pelos quais configurar e gerenciar sua página do Google Meu Negócio pode ajudar sua empresa a ser notada nos resultados de pesquisa.

Por que o Google Meu Negócio é benéfico para pequenas empresas?

Ao longo dos anos, o Google ofereceu diferentes listagens, do Google + Local ao Google Places e, mais recentemente, Google Meu Negócio e Google Maps. Os dois últimos são cada vez mais importantes, dado o foco do Google nos resultados locais e a adição de listas de mapas nos resultados de pesquisa.

O que isso significa para você, como proprietário de uma pequena empresa? Se você não tem um perfil do Google Meu Negócio configurado, está perdendo uma grande oportunidade de se destacar nos resultados da pesquisa, o que significa menos visibilidade e, finalmente, menos clientes.

Qual é a aparência de uma conta do Google Meu Negócio?

Quando você pesquisa no Google por uma empresa com uma conta do Google Meu Negócio, ela aparecerá nos resultados da pesquisa desta forma …

 

O uso é gratuito e basicamente oferece publicidade e exposição gratuitas no Google. Por que pagar muito dinheiro para ter um de seus anúncios exibido na página inicial do Google quando você pode ter sua listagem exibida nos resultados de pesquisa sem despesas adicionais?

 

Você pode aparecer nos resultados locais do Google (o pacote triplo que aparece acima dos resultados da pesquisa orgânica quando você faz uma pesquisa local).

 

Sua empresa aparecerá em pesquisas feitas usando o Google Maps:

 

  • Você conquistará a confiança dos clientes com a legitimidade adicional de ser uma empresa verificada pelo Google.
  • Os clientes podem ver seus comentários rapidamente.
  • Seu site terá uma classificação mais elevada nos resultados de pesquisa, levando a um aumento do tráfego do site e de leads de qualidade.
  • Você se destacará contra seus concorrentes que não possuem listagens de empresas do Google.
  • Você pode postar mensagens importantes para os clientes. Por exemplo, durante o surto do Coronavirus, muitas empresas estão atualizando e postando em suas contas do Google Business para informar ao público sobre as mudanças de horário e até mesmo fechamentos temporários.

Sem uma ficha do Google Meu Negócio, você está perdendo uma etapa crítica em sua estratégia local de SEO. Por quê? As listagens do GMB fornecem ao Google informações importantes sobre sua empresa e fornecem aos pesquisadores informações gerais importantes, incluindo:

  • Número de telefone
  • Endereço do website
  • Endereço comercial (com link para rotas via Google Maps)
  • Críticas de negócios
  • Descrição do negócio
  • Postagens em destaque
  • Especiais ou próximos eventos
  • E mais (dependendo do seu negócio)

 

Os pesquisadores também podem fazer perguntas diretamente na listagem de sua empresa. De acordo com o Google, cerca de  40% dos usuários  que fazem uma pesquisa não clicam em nada, o que significa que provavelmente estão obtendo as informações de que precisam diretamente da página de resultados da pesquisa. Isso significa que você se beneficiará de ter uma listagem de empresas do Google, totalmente preenchida e atualizada.

Como configurar sua ficha do Google Meu Negócio

Configurar sua listagem de empresas do Google é muito simples. Antes de iniciar o processo, faça uma pesquisa para se certificar de que ainda não tem uma lista de empresas. Isso pode causar problemas no futuro, pois o Google desaprova listagens duplicadas. E acredite em nós, você não quer ter que trabalhar com eles para resolver discrepâncias. Não é divertido.

1. Depois de determinar que você ainda não possui uma listagem de empresas no Google, pesquise “Google Meu Negócio” ou clique aqui  https://www.google.com/business/  para começar.

2. Clique no botão Gerenciar agora no canto superior direito ou no meio da página.

3. Siga as instruções para concluir sua configuração.

4. Depois de preencher suas informações, você precisará verificar sua listagem. Isso pode ser feito com uma chamada telefônica do Google (para o número fornecido na listagem de sua empresa) ou com um cartão postal, que será enviado para o endereço fornecido por você. Em ambos os casos, você receberá um código, que deverá inserir na listagem de sua empresa. Depois de verificado, você está pronto para prosseguir.

Gerenciando sua listagem de empresas do Google

Depois de verificar a listagem de sua empresa, volte sempre para atualizar informações, adicionar fotos, responder a perguntas e comentários. Você também pode criar postagens, que aparecerão na listagem de sua empresa por sete dias. Esse recurso é especialmente útil se você estiver realizando um especial, promovendo um evento ou se tiver postagens de blog que gostaria de promover.

A interface do Google é muito fácil de usar, portanto, é fácil atualizar suas informações, adicionar fotos e muito mais.

Esperançosamente, essas informações ajudam você a configurar sua ficha do Google Meu Negócio rapidamente para que possa começar a colher os benefícios de SEO! Se precisar de ajuda para se tornar mais visível para clientes em potencial nos resultados de pesquisa, estamos aqui para ajudar. A Safira Design é especializada em estratégias de otimização de mecanismo de pesquisa para ajudá-lo a ter uma classificação mais elevada nos resultados de pesquisa, aumentar o tráfego do seu site e expandir seus negócios. Contacte-nos hoje ou obtenha um orçamento de serviços online grátis .

Google Fotos deixará de ser gratuito
Você tem seis meses para aproveitar o armazenamento ilimitado do Google Fotos

A partir de 1º de junho de 2021, todas as fotos e vídeos enviados para a nuvem do Google Fotos, mesmo que sejam comprimidos para qualidade alta ou expressa, passarão a contar nos 15 GB de armazenamento da sua conta.

O anúncio foi feito pelo Google nesta quarta-feira (11), e não afeta os arquivos enviados até a data em que o armazenamento ilimitado será desativado. Em outras palavras, você tem seis meses para subir todas as fotos guardadas em seu computador para a nuvem e aproveitar que não vão ocupar seu espaço do Drive, Gmail e Fotos.

Há cinco anos, somente fotos enviadas com a qualidade original são contabilizadas no armazenamento da conta Google. A partir de 1º de junho, mesmo aquelas que forem comprimidas em alta qualidade ou expressa passarão a contar nos seus 15 GB gratuitos. Segundo o Google, 80% dos usuários levariam 3 anos para precisar de mais espaço se continuarem a usar o Fotos como fazem atualmente.

Quantas fotos cabem em 15 GB?

Em nota enviada à imprensa, a companhia diz: “Sabemos que essa é uma grande mudança, por isso gostaríamos de avisar com antecedência ao usuário e fornecer os recursos para tornar isso mais fácil”. E reforça a ideia de que demoraria cerca de 3 anos para grande parte dos usuários ocuparem os 15 GB de armazenamento com suas fotos, enfatizando que é “uma estimativa de quanto tempo levaria para a maioria dos nossos usuários”, desde que mantenham o estilo de uso atual.

Para você ter uma ideia, de acordo com dados do Google Fotos, para preencher 1 GB, você precisa de aproximadamente 1.852 fotos em qualidade alta, ou seja, já convertida pelo Fotos para ocupar menos espaço sem perder quase nenhuma informação. Em vídeos, seriam aproximadamente 72,6 minutos.

Dá para guardar mais de 27 mil fotos ou quase 1.100 minutos de vídeo em 15 GB, mas é necessário lembrar que o espaço é compartilhado ainda com Gmail e Drive, e pode acabar ficando curto para muita gente em pouco tempo. A tendência, infelizmente, é que armazenamento ilimitado deixe de ser oferecido gratuitamente, e tenhamos que aprender a guardar apenas o que é realmente importante ou voltemos a armazenar as boas e velhas recordações em pendrives e afins.

Para não perder suas memórias, uma das alternativas é pagar pelo aumento de espaço oferecido pelo Google, que dá 100 GB por US$ 7 mensais (aproximadamente R$ 40). Ou pensar em outro serviço de armazenamento em nuvem.

Documentos também deixarão de ser ilimitados

Também contando a partir de 1º de junho — e descontando qualquer arquivo anterior à data — documentos, planilhas, apresentações, formulários e arquivos do Jamboard passarão a ocupar o espaço de armazenamento de sua conta do Google. De acordo com a empresa, “4,3 milhões de GB são adicionados ao Gmail, Drive e Fotos todo dia”, e por isso ela decidiu tomar ações para “garantir a ótima experiência de armazenamento”.

Além disso, contas inativas por mais de dois anos serão automaticamente deletadas.

E para você, o armazenamento ilimitado do Google Fotos vai fazer falta? Já tem alguma alternativa em mente para migrar dentro de seis meses? Conta pra gente nos comentários!

WhatsApp pay vai permitir vendas direto pelo aplicativo

Plataforma continua investindo na comunicação facilitada entre marcas e clientes, que já somam 175 milhões de pessoas

O WhatsApp Pay é o mecanismo recém-lançado de pagamento do mensageiro instantâneo no Brasil. A nova funcionalidade de pagamento permite que os usuários enviem dinheiro com segurança. De maneira similar, podem realizar uma compra sem sair da janela de chat.

O aplicativo de mensagens instantâneas de propriedade do Facebook tem 120 milhões de usuários no Brasil. Desse modo, é o segundo maior mercado para a gigante de telecomunicações depois da Índia, de acordo com a Reuters.

Porém, o lançamento do serviço de pagamentos foi marcado por problemas. Menos de uma semana depois da estreia, o serviço foi suspenso pelo Banco Central. Alguns especialistas temem que mais um meio de pagamento poderá impactar o sistema financeiro brasileiro.

A visão da empresa sobre a disputa

Contudo, o Whatsapp disse que a mudança beneficiaria pequenas empresas. Segundo postagem no blog do aplicativo de troca de mensagens:

Os mais de 10 milhões de pequenas e micro empresas são o coração das comunidades brasileiras. Tornou-se uma segunda natureza enviar um ‘zap’ a uma empresa ou executivo para obter respostas às perguntas. Agora, além de visualizar o catálogo de uma loja virtual, os clientes também poderão enviar pagamentos por produtos

Os usuários não serão obrigados a pagar taxas para enviar dinheiro ou fazer compras. As empresas, no entanto, seriam obrigadas a pagar uma taxa de processamento para receber os pagamentos. O Whatsapp afirma que vão ser semelhantes às taxas pagas no cartão de crédito.

Como vão funcionar as transações no WhatsApp Pay?
Antes voltado apenas para usuários, o app começou a adentrar a área das empresas aos poucos, com iniciativas como o WhatsApp Business. Todavia, com a suspensão do serviço, o sistema só deve ser lançado pra valer em 2021. De qualquer forma, inicialmente será restrito a pequenos negócios.

Por enquanto, a ideia é que os usuários do aplicativo possam fazer transferências monetárias entre si e pagar produtos ou serviços. Na primeira fase, apenas quem tiver cartões de crédito ou débito do Nubank, do Banco do Brasil ou do Sicredi podem usar o serviço. Nesse sentido, a responsável pelo processamento das transações é a Cielo.

Coronavírus ajuda a expandir o serviço

Segundo Matthew Idema, diretor de operações, a ideia foi motivada por conta da intensificação do uso do aplicativo durante a pandemia do coronavírus. Isto pois a maioria das pessoas prefere resolver tudo por mensagens. Tal efeito se intensificou com a massificação do trabalho remoto devido às medidas de isolamento social.

Desde abril, quando o home office se popularizou no mundo todo, o WhatsApp viu um aumento significativo em seu uso. Foram mais de 100 bilhões de mensagens enviadas desde então. Além disso, Idema afirmou que as ligações e chamadas de vídeo também passaram a ser usadas com maior frequência.

WhatsApp Pay passa por testes no país

Um grupo limitado de cartões vai poder fazer transações de baixo valor, segundo informaram a Mastercard e a Visa. De acordo com as empresas, o objetivo é testar o sistema. Essa autorização foi dada pelo Banco Central do Brasil apenas para um período de testes. Depois, ainda será necessária a liberação total do sistema.

De acordo com o Banco Central, a motivação para a decisão de suspender o serviço é “preservar um adequado ambiente competitivo, que assegure o funcionamento de um sistema de pagamentos interoperável, rápido, seguro, transparente, aberto e barato”.

Mais opções de pagamento requerem atenção
Com mais opções para os consumidores, a tendência é que os serviços bancários se tornem melhores e mais baratos. Contudo, as pessoas precisam ficar mais atentas quanto ao que disponibilizam.

No Brasil, de acordo com a Federação Brasileira de Bancos, o número de transações bancárias realizadas pelo celular em 2018 aumentou 24% em relação ao ano anterior. Ao mesmo tempo, os aplicativos para smartphones já são realizados por 40% do total das operações bancárias no Brasil.

Nesse sentido, muita gente deixa de investir em criptomoedas por considerar algo inseguro. Porém, algumas plataformas são tão seguras quanto os bancos digitais. Além disso, é possível realizar essas transações sem expor seus dados. Isso inclui tanto informações pessoais quanto padrões de consumo, já que as transações são pseudomonas.

O Mercado Bitcoin possui mais de 7 anos de funcionamento sem qualquer intercorrência de vazamento de dados ou ataques. A corretora de Bitcoin e criptomoedas é considerada a mais segura da América Latina, e dispõe do certificado SSL A+.

WhatsApp Pay e criptomoedas

O novo recurso de compras no aplicativo de mensagens chega em um momento em que a gigante de pagamentos Paypal passou a oferecer intermediação em criptomoedas. Além disso, mais empresas do setor financeiro, como fintechs, estão permitindo o uso de criptomoedas em suas plataformas. Será interessante ver se este novo serviço do Whatsapp irá futuramente integrar as criptomoedas.

Fonte: https://www.dci.com.br/tecnologia-e-games/whatsapp-pay-vai-permitir-vendas-direto-pelo-aplicativo/36767/

Globo Ads – Com SIM, Globo quer pequeno e médio empresário na TV

Plataforma, que está no ar em versão beta, oferece planejamento de mídia e criação de comerciais para veiculação na TV aberta; mais à frente, incluirá TV paga e digital

Uma plataforma com o objetivo de ajudar o pequeno e médio empresário brasileiro, dos mais diversos tipos de negócio, a atingir seu público alvo, possibilitando simulações de interesse de anúncio, criação de peças publicitárias, compras e pagamentos. Esse é o conceito da SIM, nome do projeto desenvolvido pela Globo que estreou em versão beta envolvendo a TV aberta mas que, em etapas à frente já previstas, incluirá todas as plataformas de TV Paga e do digital do portfólio da Rede Globo. Inicialmente, as afiliadas da Globo RPC Paraná, nas cidades de Guarapuava e Ponta Grossa; TV Tem, nas praças de Itapetininga e São José do Rio Preto, e a TV Gazeta Norte, na cidade de Linhares, foram escolhidas para a implementação beta da SIM.

“Lançamos mão de um instrumento de tecnologia para viabilizar que empresas que até hoje não tinham a Globo em seu alvo como alternativa pudessem olhar para a gente e ver um parceiro que pode ser fundamental em sua estratégia de comunicação”, explica Eduardo Schaeffer, diretor de negócios integrados em publicidade da  Globo. Ele esclarece que o foco são pequenos anunciantes que não tem presença na TV e que, com o SIM, o objetivo é criar um ciclo virtuoso, fomentando inclusive o mercado.

“Gerando demanda para que empresas entrem no ecossistema da publicidade. Isso fortalece a Globo, as agências locais, que terão clientes novos, as produtoras, que terão que colocar serviços”, explica

No SIM, com algumas informações como período de veiculação, público alvo e valor que será investido, o anunciante pode ter um planejamento de mídia para seu negócio. A partir daí, ele acessa  uma plataforma de construção de vídeos para que seu comercial seja criado a partir de componentes estáticos, como fotos, textos e imagens de ofertas. “A composição é feita através de templates fixos”, diz Schaeffer. Nesta primeira etapa, os testes são para avaliar a capacidade da ferramenta e ajustar sua arquitetura. “Temos praças específicas, não temos uma trava, mas o cliente que tentar usar e não estiver entre elas não será aceito neste momento”, detalha Manzar Fers, diretora de soluções de vendas da Globo. Ela antecipa que a próxima versão do SIM já trará inovações como a possibilidade do cliente fazer upload de vídeo, caso tenha uma produtora e não queira gerar um  comercial na ferramenta. “Temos plano de roll out para o Brasil inteiro, mas as próximas etapas em novas regiões dependerão dos testes anteriores”, fala. Manzar adianta que o planejamento para o projeto já prevê que pequenas agências locais acessem a plataforma. “Com isso poderemos fomentar negócios das pequenas agências que nem sempre tem uma capacidade de investimento grande para o uso de ferramentas como Analytics, para terem insights para avaliar resultados”,   explica.

Sergio Valente, diretor de marca e comunicação da Globo, acrescenta que esta ferramenta nasce da ideia de inclusão, para que pequenos negócios ingressem no virtuoso universo da publicidade. “Quem já esta no ecossistema já sabe a vantagem que é ter um publicitário como seu parceiro de negócios”, aponta. Ele reforça ainda que, em sua visão, negócios que forem divulgados na Globo através da plataforma venderão mais, incentivando todo o mercado. “Vão levar competidores a quererem anunciar, procurar agências, que terão mais clientes. Realmente acreditamos na propaganda”, fala.

Schaeffer frisa que a plataforma foi desenhada para aumentar o acesso de clientes à Globo e que, os que já são, têm suas estruturas, com agências, que operam sua produção de conteúdo, e não terão privilegios no uso do SIM. “Esta ferramenta coloca empresas nesta nova realidade, estamos abrindo a boca do funil, aumentando o potencial de clientes que poderá ser abordado”, observa.

 

Mapa de Casos de Covid-19

Warning: array_filter() expects parameter 1 to be array, string given in /home/safiradigitalcom/public_html/wp-content/plugins/covid19-plugin-wp/covid19-plugin-wp.php on line 185

😷 Brasil


Notice: Trying to get property of non-object in /home/safiradigitalcom/public_html/wp-content/plugins/covid19-plugin-wp/covid19-plugin-wp.php on line 211
0
Confirmados

Notice: Trying to get property of non-object in /home/safiradigitalcom/public_html/wp-content/plugins/covid19-plugin-wp/covid19-plugin-wp.php on line 215
0
Mortes

Notice: Trying to get property of non-object in /home/safiradigitalcom/public_html/wp-content/plugins/covid19-plugin-wp/covid19-plugin-wp.php on line 219
0
Curados

Notice: Undefined index: cov_countries_hide in /home/safiradigitalcom/public_html/wp-content/plugins/covid19-plugin-wp/includes/index.php on line 13

Notice: Undefined variable: checked in /home/safiradigitalcom/public_html/wp-content/plugins/covid19-plugin-wp/includes/index.php on line 13

Notice: Undefined index: cov_map_hide in /home/safiradigitalcom/public_html/wp-content/plugins/covid19-plugin-wp/includes/index.php on line 14

Notice: Undefined variable: checked in /home/safiradigitalcom/public_html/wp-content/plugins/covid19-plugin-wp/includes/index.php on line 14
Mapa interativo baseado na Web para rastrear o COVID-19 em tempo real.

Acompanha em tempo real o coronavírus no Brasil e no Mundo.

Criação de Loja Virtual

Criar Loja Virtual é o primeiro passo para empreendedores que desejam disponibilizar os seus produtos online.

Oferecemos soluções robustas, aruais, intuitivas e dinâmicas para quem deseja gerenciar vendas online.

Lojas responsivas (Adaptadas para Smartphones e Tablets), Otimizadas para SEO (melhor posicionamento em motores de busca), integrada com Correios e com os principais módulos de pagamento do mercado, entre eles: Pagseguro, Mercado Pago, Paypal, Moip.

Aqui você paga uma única vez pela Criação da Loja Virtual (lembrando que o valor poderá ser parcelado em até 12x nos cartões de crédito). Após a finalização, deverá manter apenas o serviço de hospedagem e domínio para que a sua loja continue online.

Ao criar sua loja virtual com a Safira Design, você receberá o acesso ao painel administrativo para ter autonomia no gerenciamento, ex: criação de categorias, cadastro de produtos, etc.

Contrate e desfrute do alcance ilimitado a clientes para vender seus produtos!

O mercado pede inovação, e os consumidores querem experiências de compra online cada vez mais agradáveis e rápidas.

Ter a sua Loja Virtual desenvolvida pela Safira Design, é contar com profissionais que se preocupam em entregar uma plataforma de loja virtual geradora de resultados, segura e dinâmica, com funcionalidades criadas exclusivas para atender o seu negócio.

Recursos:

Venda para todo o Brasil

Aproveite o potencial do comércio eletrônico! Não se limite a um espaço físico. Divulgue seus produtos, venda para todo o Brasil, 24 horas por dia, 7 dias por semana

Personalize sua loja

Você tem controle total sobre a apresentação do seu site, começando pelo seu nome de domínio até seu layout, logomarca, cores e conteúdos.

Cadastre seus Produtos Facilmente

Seus produtos são apresentados em um catálogo on-line. Você poderá organizá-los por categorias, marcas, campanhas, vitrines ou como preferir. Deste modo além de disponibilizar uma fácil navegação, ficará muito mais acessível para o seu cliente encontrar o produto desejado.

A experiência de um checkout rápido

Aceite diversos pagamentos

Aumente e facilite suas vendas disponibilizando diversas formas de pagamento. Em nossa plataforma você encontrará os melhores gateways oferecidos no mercado atualmente.

Seus dados seguros e protegidos

As informações de sua loja virtual estão em um ambiente seguro. Utilizamos o protocolo HTTPS e o certificado de segurança SSL. Além disto, existe a ferramenta OnePage, onde o processo de finalização do pedido ocorre em uma página, de forma rápida e simples.

  • Receba pagamentos via cartão de crédito, transferência ou boleto (integração aos principais meios de pagamento online)
  • Cupons de desconto e vale compra
  • Personalização completa do layout
  • Integração aos serviços dos Correios e SIGEP

Clique aqui e saiba mais:

E- commerce